Drive thru no Brasil

Com a quarentena mudando nossos hábitos de compra, mudando também está nossa língua. Agora no Brasil não se faz mais entrega nem retirada de pedidos. Agora o comércio faz delivery e drive thru. E isso mesmo, a coleta nem pick up é. É drive thru mesmo. Ou drive-thru. A gosto do freguês. Só drive through que é pedir demais. E não se engane: você não passará com seu carro, sem sair dele, por parte do estabelecimento para pegar seu pedido como faria nas redes de fast food ou em algumas lojas que vendem bebidas alcoólicas (os famosos bottle shops) na Austrália. Você parará seu carro na rua, descerá dele, irá até a porta da loja e aí coletará sua encomenda.

Você já deve ter ouvido falar que a língua é viva e está em constante mudança. E há muitos agentes que levam a essa mudança. Lembre-se que não falamos como se falava há cinquenta anos. Falamos o português do ano 2020, com todas as suas particularidades, seguindo o momento atual. A geração do ano 2090 olhará pra trás e poderá achar nosso português de 2020 estranho. Um desses agentes de mudança são os próprios fenômenos culturais e sociais, que explicam bem o uso de drive thru nesse momento de pandemia e quarentena, junto ao fato de precisarmos usar certas palavras com mais frequência nesse período de isolamento. As pessoas vivenciam coisas diferentes a todo o momento e, no mundo globalizado e informatizado atual, nos influenciamos por coisas de outras culturas. E o brasileiro é bom nisso no quesito língua!

Eu acho essa coisa de a língua mudar, se adaptar e incorporar novas palavras incrível. E no Brasil, engraçada. Porque a criatividade dos brasileiros não tem limites e muitas vezes leva à certa perda por quererem usar uma palavra estrangeira que nem mesmo segue o significado original. Ainda assim, acho maravilhoso. Quando começaram as notícias sobre o auxílio emergencial em tempos de covid, muita gente estava chamando o auxílio de “corona voucher”. Não é demais? Há tradutores e linguistas que torcem o nariz. Mas, vejam, acho que muita gente torcia o nariz com o hoje natural “outdoor” (de propaganda nas ruas) quando assim começou a ser usado. Agora faz parte do nosso vocabulário! Daqui a uns anos drive thru também será natural. Ou drive tru. Talvez draive tru. Não sabemos. Mas é melhor irmos nos acostumando, porque o termo já pegou.

(Obs: talvez o uso de drive thru para coleta já fosse usado antes da pandemia, mas agora vejo de forma evidente. Nunca na Austrália ouvi nenhum brasileiro “novo” [que acabou de chegar na terra dos cangurus] falando drive thru nesse contexto de retirada/pick up. Obviamente minha nova vivência no Brasil é recente, então essa é uma reflexão do que vejo hoje).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s