Traduções NAATI – processo e prova

Vira e mexe recebo e-mails de brasileiros que moram na Austrália que querem se tornar tradutores certificados pela NAATI e me perguntam quais são os requisitos, como é o processo e se a prova é difícil.

Pois este post destina-se a falar sobre essas questões.

– Quais são os requisitos e como é o processo para se tornar um tradutor da NAATI:

É possível encontrar todas as informações sobre a prova de certificação no site da NAATI aqui, que inclusive inclui os requisitos necessários. Você também pode obter mais informações ligando ou visitando o escritório da NAATI. Antes de eu prestar a prova, fui ao escritório de Sydney para me certificar de que tinha mesmo todos os requisitos antes de me candidatar.

– Se a prova é difícil:

Para mim, é complicado dizer se a prova é difícil. Eu já era tradutora há 4 anos quando prestei a prova de credenciamento*, por isso eu já tinha experiência com tradução de textos e já entendia sobre a ética do tradutor, então não tive problemas. No entanto, quando prestei a prova para credenciamento* de português para inglês (prestei as duas direções separadamente), encontrei uma candidata no local da prova que disse que estava prestando pela terceira vez; ela tinha sido reprovada nas outras duas vezes. Se você quer realmente fazer a prova ou se está pensando em prestar, sugiro que compre o kit de prática para entender como é o formato da prova, ter acesso a exemplos de textos a serem traduzidos e perguntas da prova oficial e veja como se sai.

Nota: lembre-se que tradução é uma profissão, então, é claro que a prova desconta erros de ortografia, pontuação, por má interpretação de texto, tradução inadequada, terminologia inadequada, etc. (já recebi perguntas sobre isso também!)

Boa sorte! 🙂

* Em 2009/2010, o nome da qualificação era credenciamento, não certificação.